"Com todo o cuidado guarda teu coração, pois dele procede a vida" (Pv. 4, 23)

23 de dez de 2014

Guarda o teu coração...




Um fim de ano de felicidade,
amor, generosidade, afetividade,
harmonia sem fim. 
E que perdure por 2015 
em nossos pensamentos, ações e palavras. 


"Com todo o cuidado, guarda o teu coração, 
pois dele procede a vida." 
(Pv. 4,23)

"O Natal costuma ser sempre uma ruidosa festa;
entretanto se faz necessário o silêncio, para que se consiga ouvir a voz do Amor.
Natal é você, quando se dispõe, todos os dias, a renascer 
e deixar que Deus penetre em sua alma.
O pinheiro de Natal é você, 
quando com sua força, resiste aos ventos e dificuldades da vida.
Você é a decoração de Natal, 
quando suas virtudes são cores que enfeitam sua vida.
Você é o sino de Natal, 
quando chama, congrega, reúne.
A luz de Natal é você 
quando com uma vida de bondade, paciência, 
alegria e generosidade consegue ser luz a iluminar o caminho dos outros.
Você é o anjo de Natal 
quando consegue entoar e cantar sua mensagem
 de paz, justiça e de amor.
A estrela ­guia do Natal é você, 
quando consegue levar alguém, ao encontro do Senhor.
Você será os Reis Magos 
quando conseguir dar, de presente, 
o melhor de si, indistintamente a todos.
A música de Natal é você, 
quando consegue também sua harmonia interior.
O presente de Natal é você, 
quando consegue comportar-se 
como verdadeiro amigo e irmão de qualquer ser humano.
O cartão de Natal é você, 
quando a bondade está escrita no gesto de amor, 
de suas mãos.
Você será os “votos de Feliz Natal” 
quando perdoar, estabelecendo de novo, a paz, 
mesmo a custo de seu próprio sacrifício.
A ceia de Natal é você, 
quando saciar de pão e esperança, 
qualquer carente ao seu lado.
Você é a noite de Natal 
quando consciente, humilde, longe dos ruídos
 e das grandes celebrações, em silêncio, 
recebe o Salvador do Mundo.
Um muito Feliz Natal a todos 
que procuram assemelhar-­se 
com esse Natal." 

Papa Francisco


Texto: atribuído ao Papa Francisco
Imagem© 
Efêmero [Moema N Queiroz, Belo Horizonte/MG-2014]
https://www.flickr.com/photos/monaquevix/
© Moema N Queiroz. Please be respectful of copyright. Unauthorized use prohibited



14 de dez de 2014

Farewell


My father when child

"Dark the stars and dark the moon
Hush the night and the morning bloom
Tell the horses and beat on your drum: 
Gone their master, gone their son

Dark the oceans, dark the sky
Hush the whales and the ocean tide
Tell the salt marsh and beat on your drum: 
Gone their master, gone their son

Dark to light and light to dark
Three black carriages, three white carts.
What brings us together is what pulls us apart 
Gone our brother, gone our heart

Hush the whales and the ocean tide
Tell the salt marsh and beat on your drum: 
Gone their master, gone their son."


Imagem: Moema N Queiroz

Gone - Ioanna Gika
http://letras.mus.br/ioanna-gika/gone/traducao.html
Composition: James Newton Howard


11 de dez de 2014

Before I die...


Ilustratioon by Gervásio Troche

"Before I die, 
I want to be somebody’s favorite hiding place,
 the place they can put everything they know they need to survive, 
every secret, 
every solitude, 
every nervous prayer,
 and be absolutely certain 
I will keep it safe. 
I will keep it safe. "
 Andrea Gibson




Ilustração by Sungwoun


Impermanência© (por Moema N. Queiroz)


"SOMOS TODOS VISITANTES DESSE TEMPO E DESSE LUGAR.
 ESTAMOS SÓ DE PASSAGEM..."

Daddy and me

2014 tem sido um ano de despedidas em minha família. 
Muitas pessoas queridas se foram. 
Familia grande é assim: combina a chegada em bando mas o retorno à Casa também... 
À nós que cá estamos, desse outro lado, as memórias e legados, sentimentos em turbilhões sendo trabalhados, refinamentos de nossa alma, lapidação de diamantes brutos... 
as lágrimas dão espaço a um vago olhar, a um pranto interno, silencioso e quase imperceptível, surdo, pra dentro, sufocado, pois a umidade na face parece não ter nem mais sentido. 
Apenas um vazio inicial que aos poucos vai se preenchendo com ecos, imagens, murmúrios, e tempos dentro de um tempo que se aloja dentro de nós e se aninha com garras e hifas e laços amalgamados que nos aquecem, quando solitários nos encontramos perdidos nesse vago olhar. 
Então nos damos conta de que tudo aqui é uma incrível experiência. 
Haverá tempo para festejarmos. 
Em algum momento os portais serão transpostos...



Father And Daughter
2000 Academy Award for Animated Short Film