"Com todo o cuidado guarda teu coração, pois dele procede a vida" (Pv. 4, 23)

30 de mar de 2015

Contemplação© (por Moema N. Queiroz)

Silêncio do mundo


Onde o silêncio faz morada, 
onde o sol adormece
 e quando tudo se aquieta para receber o abraço da noite, 
é lá que o tempo reverencia a essência de tudo. 
Nesse infinito, repousa o mundo.

(Where the silence dwells, 
where the sun falls asleep 
and when everything quiets down to receive the embrace of the night, 
that's where the time reveres the essence of everything.
 In this endless, rests the world.)

Afetuosamente,
Moema.


Imagem e texto: Moema N Queiroz
http://on.natgeo.com/1NxXkkT
Image and text: by Moema N Queiroz
© Moema N Queiroz. Please be respectful of copyright. Unauthorized use prohibited

23 de mar de 2015

Ascension© (por Moema N. Queiroz)

Ascension



Há um momento dentro da Gruta da Lapinha que se faz necessário ascender a uma outra galeria e, para isso, precisamos subir  uma escada em fila indiana. Como em uma procissão, de degrau em degrau, alcançamos os mundos superiores repletos de surpresas e maravilhas. Como crianças, aguardamos ansiosos por novas descobertas dentro do corpo da Terra.

----------

There is a moment in the Lapinha Cave that is necessary ascend to another gallery, and for this we need to climb a ladder in single file. As in a procession, from step to step, we reached the higher worlds full of surprises and wonders. As children, we hope impatient for new discoveries within the body of the Earth.

Afetuosamente,

Moema




Imagem e texto: Moema N Queiroz
http://on.natgeo.com/1ObmkzL
Image and text: by Moema N Queiroz
© Moema N Queiroz. Please be respectful of copyright. Unauthorized use prohibited

19 de mar de 2015

Rhadamanthus© (por Moema N. Queiroz)


Rhadamanthus



Caminhando pelo silencioso e frio carnaval veneziano, deparo-me com essa  linda e misteriosa figura, repleta de gestos e cores. Minhas memórias resgatam Rhadamanthus, um dos juízes dos mortos do mundo inferior grego. Acredito que, de tanto pesquisar na Biblioteca Nazionale Marciana sobre o tema Melancolia, comecei a delirar... Coisas de Veneza, essa terra mágica, onde a realidade nem sempre é o que parece ser.

(Walking through the quiet and cold Venetian carnival, I find myself with this gorgeous and mysterious figure, full of gestures and colors. My memories rescue Rhadamanthus, one of the judges of the Greek underworld dead. I believe that in both search on the Nazionale Marciana Library about the topic Melancholy I began to rave ... Things of Venice, this magical land, where reality is not always what it seems.)


Image and text: by Moema N Queiroz
© Moema N Queiroz. Please be respectful of copyright. Unauthorized use prohibited

13 de mar de 2015

Into the cave© (por Moema N. Queiroz)

Into the cave
(Photo by Moema N Queiroz -- National Geographic Your Shot
)



.....Como em todas as coisas da vida é uma questão de tempo e
de paciência, 
uma palavra aqui, 
outra palavra acolá, 
um subentendido, 
uma troca de olhares, 
um súbito silêncio,
pequenas gretas dispersas que se vão abrindo no muro,
 a arte do devassador está em saber aproximá-las, 
em eliminar as arestas que as separam, 
chegará sempre um momento em que nos perguntaremos se o sonho, 
a ambição, 
a esperança secreta dos segredos não terão, 
afinal, 
a possibilidade, 
ainda que vaga, 
ainda que longínqua, 
de deixarem de o ser.

 José Saramago — A Caverna






Texto: José Saramago, trecho de "A Caverna"